“Não vou ficar bravinho se o Silvio não ligar”, diz Roberto Cabrini

Após onze anos no SBT, Roberto Cabrini vai deixar a emissora. Seu contrato, que vence em outubro, não será renovado. Na entrevista a seguir, ele comenta o rompimento e fala do futuro de sua carreira.

Ficou surpreso com o rompimento? Eles queriam que meu programa, o Conexão Repórter, continuasse às segundas. Eu queria voltar aos domingos na faixa das 23h45. Não houve acordo.

O senhor chegou a levar essas considerações a Silvio Santos? Falamos sobre isso há uns três meses. Na longa conversa, ele disse que entendia a minha posição e que faria o possível para ajudar. Mas depois disso não falou mais comigo. Só tive reuniões com os diretores da emissora. Tudo bem. Não vou ficar bravinho se o Silvio não me ligar.

O que deve fazer agora? A vida é dinâmica. Fechei um ciclo no SBT e cumprirei o meu contrato até outubro. Já recebi convites de quase todas as outras emissoras para continuar meu trabalho.

Publicado em VEJA de 30 de setembro de 2020, edição nº 2706

Continua após a publicidade