YouTube derruba jingle de Crivella que alterou música de Marília Mendonça

Uma das músicas mais famosas da cantora sertaneja Marília Mendonça, o hit Supera, que tem quase 360 milhões de visualizações no YouTube, teve a letra alterada em um jingle utilizado na campanha de Marcelo Crivella (Republicanos) pela reeleição a prefeitura do Rio de Janeiro. Na letra, a parte que diz a palavra “supera” foi substituído por “Crivella”.

Segundo a assessoria da cantora Marília Mendonça, a editora da música, a empresa BMG, disse que a campanha de Crivella não pediu para usar a música e, por causa disso, solicitou ao YouTube, e foi atendida, que o vídeo fosse retirado do ar. Agora, no perfil oficial do prefeito, onde antes estava o vídeo, aparece a mensagem: “Este vídeo não está mais disponível devido à reivindicação de direitos autorais de BMG Rights Management (US), LLC”. 

O uso da canção não deixa de ser irônico, já que a letra original fala de uma mulher que está dando uma dica para a amiga superar um relacionamento tóxico que ela teve no passado. “Para de insistir, chega de se iludir / O que ‘cê ‘tá passando, eu já passei e eu sobrevivi / Se ele não te quer, supera”, diz a letra original. O jingle, por sua vez, pede votos para o candidato e diz que ele está sendo apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro. O vídeo, no entanto, está sendo replicado em diversos outros canais do YouTube, onde ainda continua no ar, e também no perfil oficial do candidato, no Instagram.

A assessoria de Marília Mendonça informou que a cantora é apenas a intérprete da canção, e não a responsável pela obra, portanto, não teve qualquer ingerência no assunto. A reportagem também procurou os autores da canção, que disseram preferir que a música não seja usada politicamente, embora a responsabilidade, realmente seja da editora.

Procurada, a assessoria do candidato respondeu que não houve nenhuma notificação e que a música não é um jingle, e, sim, um teaser que não foi feito pela campanha de Marcelo Crivella. “A versão mencionada da música de Marília Mendonça não tem nada a ver com qualquer iniciativa da campanha”, diz o comunicado.

Continua após a publicidade

 

 

 

 

Continua após a publicidade