Na onda de ‘Enola Holmes’, 7 séries viciantes inspiradas em Sherlock

O adorável filme Enola Holmes, da Netflix, observa de outro ângulo as aventuras vividas pelo famoso detetive Sherlock Holmes, criação do escritor escocês Arthur Conan Doyle, que desvenda complicados crimes na Inglaterra do fim do século XIX. No filme da Netflix, a irmã mais nova de Sherlock é a estrela, em um roteiro de tom jovem e feminista. Não é de hoje que a TV se inspira na obra de Doyle. Confira abaixo algumas sugestões de séries disponíveis em plataformas de streaming no Brasil, que bebem do espírito curioso e brilhante do famoso detetive.

House, M.D.

Inteligentíssimo e também difícil, o especialista em diagnóstico Gregory House (Hugh Laurie) é uma versão do Sherlock Holmes na medicina. Com métodos pouco tradicionais, ele tenta descobrir qual doença está acometendo seus pacientes – muitos à beira da morte. A falta de tato social só é compensada pela presença de seu amigo para todas as horas James Wilson (Robert Sean Leonard), uma versão do doutor John H. Watson. A série está disponível nos sites Globoplay e Prime Video, da Amazon.

Gregory House, interpretado pelo ator Hugh Laurie, é o médico sarcástico e criativo protagonista da série HouseVEJA.com/Divulgação

Psych

Uma versão satírica do gênero policial estabelecido por Sherlock Holmes, a série é protagonizada pelo atrapalhado detetive Shawn Spencer (James Roday), que diz usar suas habilidades como vidente para desvendar crimes. O talento, porém, é falso, mas ele leva adiante a mentira e cria uma agência, em parceria com o amigo Gus (Dulé Hill), que promete revelar mistérios a partir de seu dom. Uma comédia pastelona com certo tutano. Disponível na Amazon Prime Video.

Spencer (James Roday) e Gus (Dulé Hill) na série ‘Psych’//Divulgação

Perry Mason

Há quem diga que Perry Manson é um detetive que fica entre James Bond e Sherlock Holmes. Criado pelo autor Erle Stanley Gardner, um advogado criminalista que se tornou um prolífico escritor, Mason é mais soturno e traumatizado que Sherlock, mas também tem uma enorme inteligência para resolver crimes complicados. Este ano, o personagem ganhou uma interessante minissérie na HBO, disponível na plataforma de streaming do canal, o HBO Go.

Matthew Rhys como Perry Mason: raiva, desencanto e justiça./HBO

O Mentalista

Em uma disputa sobre quem deduz e observa melhor seus clientes, Sherlock Holmes teria uma competição a altura se cruzasse por ai com Patrick Jane (Simon Baker). O protagonista da série, que já passou no Brasil em diferentes canais, entre eles na TV aberta pelo SBT, é um golpista com muito talento para perceber o que ninguém vê. Assim sendo, por um tempo, ele engana as pessoas dizendo que é vidente, até se envolver com a polícia californiana, ajudando a desvendar crimes. Disponível nas plataformas Globoplay e Prime Video, da Amazon.

Robin Tunney (Teresa Lisbon) e Simon Baker (Patrick Jane) na série ‘O Mentalista’Colleen Hayes/Warner/Divulgação

O Alienista

Contemporâneo do período em que se passam as histórias de Sherlock Holmes, O Alienista é ambientado no submundo de Nova York do fim do século XIX. Nesse ambiente, o alienista Laszlo Kreizler (Daniel Brühl) tenta provar que distúrbios mentais podem levar pessoas a cometerem crimes. Ele então, com a ajuda de uma secretária aspirante a detetive (vivida por Dakota Fanning) e um jornalista (Luke Evans), buscam pistas sobre um serial killer que mata meninos que se prostituem. Disponível na Netflix.

Cena da série ‘The Alienist’Netflix/Divulgação

Elementary

Na trama ambientada nos dias atuais, Sherlock (Jonny Lee Miller) deixa Londres e se muda para Nova York, após um tratamento para se livrar dos vícios em uma reabilitação. Nos Estados Unidos, ele divide apartamento com a cirurgiã Joan Watson (Lucy Liu), contratada para monitorar o detetive. Assim como na história original, os dois se tornam parceiros ao desvendar crimes para a polícia da cidade. Disponível no Globoplay e no Prime Video, da Amazon.

Joan Watson (Lucy Liu) e Sherlock (Jonny Lee Miller) em cena da série Elementary//Divulgação

Sherlock

Uma das adaptações mais populares da obra de Arthur Conan Doyle, a série se passa na Inglaterra dos dias de hoje. Sherlock (Benedict Cumberbatch) e Watson (Martin Freeman) dividem um apartamento na tradicional Baker Street 221B e revisitam a obra original do autor, de um modo atualizado. Mulheres, por exemplo, ganham mais espaço, e a tecnologia é base de muitas histórias – Watson, aliás, escreve um blog sobre os casos desvendados pelos dois. Disponível na Netflix.

Benedict Cumberbatch e Martin Freeman em “Sherlock”//Divulgação
Continua após a publicidade