Homer Simpson reforça movimento anti-Trump em episódio especial

A série animada Os Simpsons vai reforçar a campanha anti-Trump (já endossada por muitas celebridades americanas) no episódio especial de Halloween, intitulado Treehouse of Horror, que vai ao ar nos Estados Unidos no próximo dia 18. No capítulo, o abobalhado Homer Simpson quase perde o horário para votar, e precisa correr rumo a cabine de votação. Com a cédula em mãos, Homer já decidiu praticamente todos os seus votos, inclusive para o dispositivo de inteligência artificial Alexa, da Amazon, como governadora, mas ainda está em dúvida sobre quem votar para presidente.

Leia nesta edição: os planos do presidente para o Supremo. E mais: as profundas transformações provocadas no cotidiano pela pandemiaVEJA/VEJA

Sem citar o nome de Donald Trump, Lisa surge revoltada com o pai, e o questiona: “como você pode ter dúvidas sobre em quem votar para presidente, depois de tudo que aconteceu nos últimos quatro anos”  Homer, no entanto, não consegue se lembrar de nada de importante, além do fato de Faye Dunaway ter entregado o Oscar para o filme errado. Em seguida, surge na tela uma lista com diversos impropérios feitos pelo presidente americano, que chocam até o desmiolado protagonista. São desde bobagens como “chamou Tim Cook de ‘Tim Apple’” até “colocou crianças em gaiolas” e “destruiu a democracia”.

Vale lembrar que a série Os Simpsonspreviu“, no ano 2000, que Trump seria presidente dos Estados Unidos. Na trama, Lisa Simpson substitui Trump, que deixou “uma crise orçamentária” no país.

Veja abaixo a cena em inglês:

Alguns dos motivos listados por Os Simpsons:

Achou ok atirar em ursos hibernando
Colocou crianças em gaiolas
Chamou mexicanos de estupradores
Imitou um repórter deficiente
Ficou péssimo em roupa de tênis
Não conseguiu segurar a mão da esposa
Chamou os países de terceiro mundo de babacas
Chamou Tim Cook de ‘Tim Apple’
Disse que os judeus que votam nos democratas são desleais
Chamou os supremacistas brancos de “gente boa”
Vazou informações confidenciais para o embaixador russo
Pediu ao presidente da Ucrânia para investigar Biden
Pediu para a China investigar Biden
Entrou no camarim do concurso de Miss Teen USA
Recusou-se a liberar declarações fiscais
Descreveu Meryl Streep como “superestimada”
Vazou para a imprensa informações sobre o atentado à bomba em Manchester em 2017
Escapou do Impeachment
Levou Ivanka para a cúpula do G7
Corrompeu o Congresso
Serviu McDonald’s para o time de futebol americano Clemson
Destruiu a democracia
Tirou os EUA do acordo climático
Tirou os EUA da Organização Mundial da Saúde
Disse para bebermos água sanitária
Pagou 750 dólares em impostos
Quer um terceiro mandato

Continua após a publicidade