Em tempos de busca por significado, símbolo do yin-yang se destaca na moda

<span class="hidden">–</span>Divulgação/CAPRICHO

De acordo com relatórios da plataforma de tendências WGSN que analisam o comportamento da sociedade, em tempos incertos como os que vivemos, passamos a buscar significados e sabedoria. Muitas vezes, é nos antigos conhecimentos que procuramos um novo olhar para saber lidar com as contínuas – e por vezes inesperadas – transformações que o mundo passa. Não à toa, filosofias milenares estão cada vez mais populares em nossa sociedade, como a astrologia e o tarô.

A moda, como forma de expressão social, acompanha e reflete esses períodos. Com ela, podemos observar a popularização de símbolos antigos de diversas filosofias, que passam a estampar roupas, acessórios e a aparecerem até no universo da beleza. E é exatamente isso que está acontecendo com o ícone yin-yang.

View this post on Instagram

Happy Tuesday From Me And My New Happy Pants 🕺🏼🍭

A post shared by NNENNA (@nnennaechem) on Sep 15, 2020 at 5:23am PDT

 

Com origem na China antiga, esse símbolo representa a dualidade presente em todas as coisas, o equilíbrio entre o bem e o mau, porque, segundo os sábios que criaram essa filosofia, não existe um sem o outro.

Nos últimos tempos, temos visto o yin-yang aparecer na moda em grande intensidade. De anéis e colares à camisetas e sapatos, o símbolo preto e branco dividido ao meio por uma linha curva tem enfeitado os mais diferentes visuais.

Continua após a publicidade

 

Talvez em tempos incertos nos quais enxergamos com tanta clareza as ambiguidades e dualidades do mundo e da humanidade, esse ícone represente exatamente o tipo de conhecimento que precisamos para compreender a sociedade e nos ajudar a seguir o caminho certo.

Você já viu esse símbolo por aí?

Continua após a publicidade