A Fazenda 12: Jake Oliveira, Lipe, Raissa e Victória Villarim estão na roça

Jakelyne Oliveira, Lipe Ribeiro, Raissa Barbosa e Victória Villarim estão na sétima roça de A Fazenda 12, formada na noite de terça-feira, 28. A formação foi cheia de intrigas, acusações e reviravolta por causa do poder de fogo. Após vencer a Prova de Fogo, Biel tinha o poder de escolher entre a chama vermelha e a chama verde, cada uma capaz de mudar a formação da roça de uma forma diferente. O MC escolheu a chama verde, que dava a ele o poder de presentear o fazendeiro da semana, Juliano Ceglia, com R$ 20 mil caso o participante aceitasse trocar o direito de indicar o primeiro peão para a roça. Juliano, amigo do funkeiro no jogo, aceitou o valor e Biel colocou Lipe Ribeiro na berlinda.

Victória Villarin recebeu votos de seis peões. A indicada teve que escolher entre um dos membros da baia para compor a roça. A bailarina trocou votos e escolheu Jakelyne Oliveira. No jogo de “resta um”, Tays Reis acabou sendo a última indicada. Porém, mais uma vez, a chama mudou o rumo do jogo. Victória portava a chama vermelha, podendo trocar o quarto roceiro, escolhido pela dinâmica do resta um, por qualquer outro participante, exceto o fazendeiro da semana. A ex de Eduardo Costa trocou Tays Reis por Raissa Barbosa. Sendo a última a compor a roça, Raissa tinha o poder de vetar um dos quatro da prova do fazendeiro. A modelo devolveu a indicação de Victória e a vetou da prova.

Biel não é advertido

O MC descumpriu a regra e deu uma dica sobre o poder de fogo escolhido para a peoa Victória e o fazendeiro Juliano. “Esse poder aí é foda, você vai ver”, disse Biel aos amigos. Ao antecipar que o poder era positivo, mesmo que a informação fosse óbvia, o funkeiro desrespeitou a orientação do apresentador, Marcos Mion, de que a chama fosse lida em silêncio e sem esboçar nenhuma reação. O comentário aconteceu entre os intervalos da formação da roça e causou indignação entre os telespectadores. Segundo o apresentador, nada foi revelado, então o MC não estava passível de punição. O público, no entanto, não concordou e subiu a hashtag #cancelamion.