Juliana Didone se emociona ao relembrar parto traumático

Juliana Didone

Juliana Didone
Juliana Didone relembra parto traumático (Imagem: Reprodução / Instagram)

Juliana Didone comoveu a internet após dar um relato detalhado sobre o nascimento da sua filha, Liz, que hoje tem dois anos, fruto do casamento com o artista plástico Flávio Rossi. Em sua participação no programa Boas-vindas, do GNT, a atriz contou que se preparou para um parto natural, mas que as coisas fugiram totalmente do rumo esperado.

Todo parto marca a mulher, mas, para mim, marcou negativamente. E isso gerou uma frustração absurda. Eu tinha me dedicado muito a esse parto. Tinha doula, enfermeira, banheira de plástico no meio da sala. Tinha tudo. E aí eu comecei a entrar em trabalho de parto. As dores começaram a se intensificar. Isso durou uma madrugada inteira. Então, a enfermeira chegou e me tocou. Quando ela falou que eu estava com dois centímetros de dilatação, falei: ‘Não’“, iniciou ela.

Em seguida, Juliana deu mais detalhes sobre as horas que seguiram: “Vinte e quatro horas depois que começou esse trabalho de parto, eu fui para o hospital. Ela me tocou de novo, tinha seis de dilatação. Falei: ‘Não é possível’. A cada vez que vinha a contração, eu usava uma força descomunal, e isso se repetiu por muitas vezes. E aí a gente estava na segunda madrugada de trabalho de parto. Lá pelas tantas eu ouvi: ‘Não desiste, você vai desistir?’. Mas, ao mesmo tempo que eu já sentia o instinto materno falando ‘esquece, plano B, esquece’, tinha aquelas pessoas falando ‘não, não, não’“.

A atriz confessou ainda que a equipe ainda tentou uma abordagem antiga para que a bebê nascesse por via natural. “A gente tentou Kiwi, um procedimento que hoje nem se usa. Você fala com pediatras e eles acham loucura. É tipo um vácuo, que puxa. E eu ali, com minha equipe, sendo motivada de novo a não desistir. ‘Vai, tá quase, tá quase’. Chegou o amanhecer, 6h da manhã. Eu já estava exausta“, relembrou.

Foi neste momento que a famosa buscou apoio da mãe. “Ela falou: ‘O quê? Vai para a cesárea agora’. E ali foi uma iluminação de verdade. Liz nasceu por uma cesárea de emergência mesmo, com a cabeça toda ferida pelo vácuo. Meu mundo caiu. Eu estava muito feliz porque minha filha estava bem e respirando, mas ela já estava em sofrimento, teve que ir para uma incubadora. Eu tive a Liz muito pouquinho. Depois de tanto esforço, ela ficou nos meus braços dois minutos“, disse.

Juliana conta ainda como se sentiu nos primeiros dias após o parto. “Eu me senti péssima, porque, em algum momento de tanto estudo, de ir para uma linhagem, de acreditar que essa linha era a certa, a gente quase perdeu nossa filha. Na hora, falei: ‘Rasga tudo o que você criou na sua cabeça e se ouve. Ouve sua filha, ouve o que você quer’. Tenho certeza hoje de que nosso instinto sempre fala com a gente, só que às vezes é baixinho. Se a gente deixa a voz do outro falar mais, a gente se perde, sabe? Eu acho que nunca falei disso, por isso, estou tão emocionada“, pontuou.

A atriz garantiu que, apesar de tanto sufoco, a experiência serviu para que ela revisse alguns aspectos. “Eu fiz tanto esforço físico que não conseguia segurá-la nos braços. Eu não tinha energia. O medo de que eu causei um sofrimento à minha filha se potencializou. Nos primeiros dez dias da existência dela, eu fiquei indo a um pediatra atrás do outro. O começo não tinha sido muito legal, mas a gente também tinha uma vida inteira pela frente para rever conceitos. Eu mudei a percepção que tenho da existência depois que me tornei mãe. Eu ganhei uma coisa que eu nem sabia que desejava tanto“, concluiu.

O post Juliana Didone se emociona ao relembrar parto traumático apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.