Ex-peões de A Fazenda não são eleitos, mas viram suplentes de vereadores

A Fazenda

A Fazenda
Fernanda Lacerda, ex-peoa de A Fazenda, perdeu eleição para vereadora, mas pode assumir o posto como suplente (Imagem: Reprodução / Instagram)

Seguindo a tendência cada vez mais comum de pessoas famosas ingressarem na política, pelo menos seis ex-participantes de A Fazenda tentaram a vaga de vereador em algumas cidades pelo Brasil. Apesar de não vencerem nas urnas, quatro dos ex-peões conseguiram ser eleitos suplentes, ou seja, assumem o cargo em caso de desistência, afastamento ou morte dos oficiais.

A modelo Renata Banhara, por exemplo, foi a mais votada do grupo. Filiada ao partido Republicanos, de Celso Russomanno, obteve 3.415 votos em São Paulo. Como parte da sua campanha, ela passou a utilizar apenas transporte coletivo e usou o combate à violência contra a mulher como uma das suas lutas.

Também pelo Republicanos, o ex-jogador Dinei, que conseguiu 2.960 votos, é mais um que ficará na expectativa de ocupar a vaga. O consultor de etiqueta Fábio Arruda, que concorreu pelo PSL, teve 809 votos, e apesar de não ter levado o posto também conseguiu se tornar suplente. A dupla se lançou na capital paulista.

Com 143 votos, Fernanda Lacerda, a Mendigata, também foi alçada à suplente do PSDB. Ela concorreu pela região metropolitana, mais precisamente em São Bernardo do Campo. Os candidatos ficam na espera por uma vaga por causa do método de coeficiente dividido por partidos.

Outros dois nomes que fizeram parte do elenco de A Fazenda mas naufragaram nas urnas são Neném, da dupla com Pepê, que tentou a vaga pelo PROS, mas só conseguiu fechar 827 votos em São Paulo, e Marcos Hater, que se candidatou pelo Solidariedade, em Sorriso, no Mato Grosso, e só recebeu 497 votos da preferência do eleitorado.

O post Ex-peões de A Fazenda não são eleitos, mas viram suplentes de vereadores apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.