Globo investe pesado em parceria com a plataforma Disney+

Em 12 de novembro de 2019, a plataforma Disney+ estreou nos Estados Unidos, adicionando mais uma peça ao intricado tabuleiro dos streamings. Cinco dias depois de completar o primeiro aniversário em sua terra natal, o Disney+ chega ao Brasil nesta terça-feira, 17, e tem no encalço um aliado de peso em terras brasileiras: a Rede Globo.

A emissora carioca tem apostado na parceria com o Disney+ para impulsionar a sua própria plataforma, o Globoplay. Para isso, vai oferecer um pacote de assinatura e, nesta segunda-feira, 16, abrirá as portas do canal na TV aberta para a exibidão dos primeiros episódios de The Mandalorian, série original do Disney+, na faixa de horário do Tela Quente.

Há anos a Globo é uma das principais licenciantes da Disney. Com a chegada do Disney+ ao Brasil, a parceria estendeu-se também para o streaming, impulsionada por uma assinatura única, a partir de 37,90 reais mensais, válida para os dois serviços. Erick Brêtas, diretor de Produtos e Serviços Digitais da Globo, explica que as plataformas não serão unificadas: para ter acesso ao catálogo, o usuário terá de acessar cada uma delas separadamente, com um login e senha próprios. A gerência da assinatura, no entanto, fica por conta da Globo, que estabelece uma relação comercial com o assinante do combo — cuja mensalidade representa um desconto de 10 reais quando somadas as assinaturas básicas de ambos (27,90 reais do Disney+ e os 19,90 reais do Globoplay).

Há tempos o Globoplay usa o imenso alcance da TV aberta para divulgar seus títulos. Muitas das produções originais ou exclusivas da plataforma são exibidas antes na Globo, atraindo o público para o streaming. Ao dar espaço para uma produção do Disney+, porém, a Globo mostra que seu ego é muito menor que uma boa parceria internacional. “Temos duas estratégias paralelas: de um lado, seguir investindo em conteúdo original e brasileiro. Do outro, vamos posicionar o Globoplay cada vez mais como um marketplace de conteúdo, onde será possível combinar diferentes assinaturas e ter acesso a serviços especializados”, explicou Brêtas, que há alguns meses adicionou à plataforma opções de assinatura que contam com a exibição de canais pagos da marca Globo, como GNT, Multishow, entre outros. 

Como diz o ditado, se não pode vencê-los, junte-se a eles.

Continua após a publicidade