‘Hamilton’ sem dublagem ou legenda é o 1º problema do Disney+ no Brasil

Depois de muita espera, o Disney+ chegou ao Brasil nessa terça-feira, 17, mas, apesar da animação dos usuários, as reclamações também já começam a pipocar nas redes sociais. Isso porque, Hamilton, o aguardado musical de Lin-Manuel Miranda, que foi o mais assistido na plataforma globalmente, chega ao Brasil sem dublagem ou legenda em português, apenas com o áudio original disponível, em inglês. Questionada sobre a falta de opção em português, a Disney justificou que não traduzir a obra foi uma “decisão criativa”, e que os demais países da América Latina também não terão legendas na língua nativa.

Lançado na Broadway em 2015, e gravado para os cinemas em 2020, o musical é uma releitura da história dos Estados Unidos e de Alexander Hamilton, seu “pai fundador”, a partir da ótica atual. A peça, que é uma das mais lucrativas da história da Broadway, e acumula 11 prêmios Tony (a estatueta mais importante do teatro americano), fez sucesso ao escalar um elenco diverso e majoritariamente não-branco para interpretar figuras importantes da história americana. A dificuldade de tradução deve-se ao fato da história ser praticamente toda construída a partir de versos e rimas de hip hop, o que exige uma adaptação mais trabalhada. Apesar disso, diante da decisão da Disney, alguns fãs apontaram que, mesmo antes da estreia oficial do musical no Brasil, já havia legendas não-oficiais em português entre programas piratas, o que mostra que, apesar da dificuldade, é possível fazê-la — alguns usuários, inclusive, chegaram a se oferecer para ajudar na tarefa.

Vale lembrar que, segundo um levantamento feito pela British Council, em 2018, apenas 5% da população brasileira fala inglês e, destes, só 1% de maneira fluente – número que coloca o Brasil abaixo de outros países latino-americanos como Equador, Chile, Peru e México. Ao escolher não disponibilizar uma opção em português, seja ela dublada ou legendada, o Disney+ faz de sua produção mais popular um produto inacessível à maioria esmagadora da população brasileira — uma triste ironia dada a mensagem inclusiva de Hamilton.

Confira algumas reações:

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade