Finanças pessoais: ajuste seu orçamento e obtenha qualidade de vida

Para ter qualidade de vida, financeiramente falando, é imprescindível que se tenha, antes de tudo, um bom planejamento financeiro. Marcio Alaor de Araujo acredita que, para isso, é necessário ajustar o próprio orçamento, isto é, alinhar seus desejos pessoais à sua realidade de ganhos mensais, a fim de que você não só pague para sobreviver, como para viver também.

Na prática, Marcio Alaor de Araujo explica que ajustar o orçamento pessoal consiste em definir prioridades de custos e organizá-las dentro das finanças pessoais. Desse modo, o empresário, a convite de nossa redação, comenta tudo o que você precisa saber sobre ajuste de orçamento e busca por qualidade de vida. Confira!

  1. Como escolher um padrão de vida?

Pode parecer estranha essa ideia de “escolher” um padrão de vida, mas este é um indicador econômico que é definido por aquilo que você tem o desejo de consumir. Por isso, Marcio Alaor de Araujo explica que defini-lo é importante, pois há muitas coisas que sentimos o desejo de consumir mas que não nos convém, seja por não serem realmente úteis, seja porque não são tão importantes.

Esse desejo, por sua vez, impacta diretamente na qualidade de vida, pois se consumimos mais que aquilo que ganhamos, as finanças ficam sobrecarregadas e promovem, fácil e rapidamente, a queda da qualidade de vida. Desse modo, para escolher seu padrão de vida, segundo Marcio Alaor de Araujo, você deve pesar os seus gastos mensais básicos e mais importantes, bem como os gastos que você tem por opção, e alinhá-los ao seu faturamento mensal.

  1. Saiba gerir seu dinheiro

Desse modo, Marcio Alaor de Araujo comenta, por fim, que é necessário saber gerir seu próprio dinheiro, de modo a ter na ponta do lápis todas as entradas e saídas do mês na sua conta bancária. Em outras palavras, é necessário fazer um bom planejamento financeiro, o qual pode ser realizado através dos seguintes pontos: 

  • Controle financeiro a partir da renda líquida;
  • Deixar de usar cartão de crédito se você não souber controlar o uso;
  • Não fazer gastos desnecessários;
  • Investir seu dinheiro para que possa aproveitar, também, a longo prazo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui