Cheque especial: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

Cheque especial é um termo muito conhecido por todos os brasileiros, afinal, é algo que prejudica e endivida muitos brasileiros. Por essa razão, o empresário Marcio Alaor de Araujo, acredita que há uma certa urgência em fazer entender o que de fato é o cheque especial e como ele funciona.

Antes de mais nada, Marcio Alaor de Araujo comenta que o cheque especial acaba sendo uma modalidade muito prática e fácil, tanto na hora de contratar, como na hora de ter acesso, e por isso é tão procurado pelos brasileiros. No entanto, é o maior motivo que levou metade da população à situação de inadimplência. Por isso, para saber mais sobre esse assunto, não deixe de ler este artigo até o final. 

Entendendo o que é cheque especial

Sendo assim, o acionista Marcio Alaor de Araujo explica que o cheque especial nada mais é que uma linha de crédito pré-aprovada disponibilizada pela maioria dos bancos desde que você abre a sua conta corrente, ainda que você não tenha optado por isso (atenção aos detalhes, sim?). 

Dessa forma, Marcio Alaor de Araujo acredita que o cheque especial é ótimo para quando você precisa pagar uma conta urgente, mas não possui todo o valor ainda, mas péssima se todas as suas demandas forem encaradas como urgências e você, consequentemente, recorrer a esse crédito. É nesse ponto que, geralmente, as bolas de neve são formadas.

E como funciona o cheque especial?

Na prática, pode-se dizer, então, que o cheque especial é como um empréstimo automático, uma vez que você não precisa passar por todos os trâmites e burocracias para solicitar um empréstimo com seu gerente. Desse modo, Marcio Alaor de Araujo explica que, caso você utilize todo o saldo da sua conta, um limite é disponibilizado imediatamente a você caso precise utilizá-lo.

No entanto, a quantia utilizada por você no crédito especial deverá ser devolvida com juros, o que também irá acontecer de maneira automática assim que um novo saldo entrar na sua conta. Na prática, Marcio Alaor de Araujo explica, por fim, que funciona assim: se você possui R$ 300,00, mas precisa de R$ 400,00 para pagar um determinado boleto, o banco te emprestará R$ 100,00, que serão pagos depois, com juros, os quais correm diariamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui