Luciano Huck faz desabafo contra violência policial e cita morte de grávida

Luciano Huck

Luciano Huck

Luciano Huck
Luciano Huck soltou o verbo contra ação policial que matou grávida (Imagem: Reprodução / Globo)

Assim como outros famosos, Luciano Huck postou um desabafo sobre a morte de Kathlen Romeu, que estava grávida e foi baleada em ação policial no Rio de Janeiro. Em seu Twitter, nesta quarta-feira (9), o apresentador da Globo comentou sobre a violência policial e até a respeito das armas.

“A que ponto chegamos no Rio de Janeiro, a violência urbana matava jovens negros. Depois, passou a matar também crianças. E agora, grávidas”, escreveu o marido de Angélica.

O titular do Caldeirão do Huck ainda postou um vídeo na sua plataforma com o desabafo da mãe de Kathlen e pediu: “Que a mensagem desta mãe chegue o mais longe possível. Não da mais”.

Em seguida, Luciano Huck ainda gravou um vídeo para falar sobre o assunto. Na legenda, ele disse: “Não da mais. Sobre Kathlen Romeu, violência policial, descontrole de armas e outras vítimas de balas, que de perdidas não tem nada”.

“Kathlen Romeu tinha 24 anos, era formada em designer de interiores, estava passeando com a avó e morreu. Tomou um tiro. Morreu sem saber de onde veio o tiro e sem ter nada a ver com isso. Não dá, né? E se esse tiro tivesse disparado na zona sul do Rio, em Ipanema? Ia ficar por isso mesmo? Acho que não”, declarou o artista.

O comunicador seguiu: “A loteria do CEP nessa cidade de partida, que é o Rio de Janeiro, o lugar que você nasce e praticamente determina o número de oportunidades que terá na vida, também determina o risco que você vai correr para comprar pão”.

“Eu tenho o maior respeito do mundo pela boa polícia, pela inteligência policial, pelas bem planejadas operações policias contra o crime organizado, mas essa autonomia de sair atirando no meio das casas das pessoas, da avó de um, do sobrinho de outro, da padaria, do mercadinho… Não dá. E a arma? ‘Ah não, foi uma troca de tiros’. Para ter troca de tiros tem que ter tiros do outro lado. Como a arma chegou lá? Nasceu em árvore? Não. Precisa controlar arma e munição. Você acha que o povo armado está mais seguro?”, questionou ele.

O famoso completou: “O fato é que antes só tinha a população negra jovem, depois criança e agora mulheres grávidas. Todo mundo morre nas comunidades vítimas das balas perdidas. Essas balas não são nada perdidas”.

Luiz Fábio AlmeidaLuiz Fábio Almeida

Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna “Do Fundo do Baú”, publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]

O post Luciano Huck faz desabafo contra violência policial e cita morte de grávida apareceu primeiro em RD1.