Maju Coutinho se desculpa por usar a expressão ‘o choro é livre’ ao falar de lockdown

A apresentadora Maju Coutinho se desculpou no “Jornal Hoje”, da Globo, desta quinta-feira, 18, por ter usado a expressão “o choro é livre” ao falar sobre a necessidade de manter as medidas de isolamento social para conter o avanço da pandemia da Covid-19. O nome da jornalista foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter após ela falar ao vivo no jornal da última terça-feira, 16: “Os especialistas são unânimes em dizer que essas são medidas indispensáveis para conter a circulação do vírus. O choro é livre, não dá para a gente reclamar, é isso que tem”. O vídeo desse momento passou a circular nas redes sociais e Maju começou a ser criticada por seguidores que acreditam que a jornalista tem essa opinião porque segue trabalhando e recebendo seu salário.

Com o colapso no sistema de saúde devido ao aumento no número de casos de Covid-19, diversas regiões do Brasil voltaram a adotar o lockdown e apenas serviços essenciais continuam funcionando. Durante o “Jornal Hoje” desta quinta, Maju se pronunciou sobre o assunto e disse que usou a expressão, que chamou de “infeliz”, no improviso. “Entendo perfeitamente a dor dos pequenos e médios empresários, que são obrigados a manter os negócios fechados. Você [telespectador] é testemunha que ontem mesmo a gente exibiu aqui uma longa reportagem sobre o assunto e ao final dela eu disse assim: ‘Desejo também agilidade do governo e do congresso para atender os empresários e também as famílias que estão aguardando o auxílio emergencial’. Reitero aqui esse desejo, me desculpa pela expressão que usei. Vamos nessa e bola para frente”.